Círculo perfeito

“E, no entanto, esse medo e a sua exacta enunciação – “apodrecer por dentro” – não só tinham tomado conta da cabeça do meu amigo, como o psiquiatra sabia que isso ia acontecer. Sabia-o não por ser um mágico capaz de adivinhar os pensamentos do meu amigo, sabia-o porque isso estava escrito nos compêndios de medicina. E quem o tinha escrito não tinha sido nenhum vidente. Nem um profeta. Muito menos Deus. Quem o tinha escrito tinha sido uma pessoa que se limitara a estar atenta a pessoas que adoeciam com a doença de que o meu amigo adoecera, uma pessoa que tinha testemunhado e registado este facto que agora me aterrava: se adoecermos com a doença com que o meu amigo adoecera passamos todos a pensar de maneira semelhante.

– Eu?

Isto significa que nos tornamos indistintos ou será que somos indistintos?”

[Em Busca D’eus Desconhecidos, Dulce Maria Cardoso]

Advertisements

One Response to “Círculo perfeito”

  1. goncalojustino Says:

    somos, claro. nao se nota ?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: